Grávidas e crianças têm baixa adesão à campanha de vacinação contra gripe em Lauro de Freitas

A adesão dos grupos compostos por grávidas e crianças com idade entre seis meses a menores de seis anos tem sido baixa na campanha de vacinação contra a gripe H1N1 em Lauro de Freitas. Os números divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde revelam que até o momento apenas 20,89% dos pequenos e 37,91% das gestantes receberam a dose da imunização. 

A superintendente da Vigilância em Saúde, Regina Coeli alerta para a necessidade de receber a dose anual da imunização. “Para as mamães a vacina a protege e também ao bebê contra o vírus H1N1, H3N2 e Influenza B. Ainda temos uma grande parcela de grávidas desprotegidas em nossa cidade. Vacinamos 892 de uma população estimada em 2.353 gestantes”, disse. 

Entre os pequenos, apenas 3.054 de 14.618 crianças se imunizaram. “Para receber a vacina contra a gripe é necessário apresentar a caderneta de vacinação. Estamos realizando a campanha em todas as Unidades de Saúde da Família (USF) e na Escola Municipal Mariza Pitanga a partir das 8h30 de segunda à sexta-feira. Essa baixa procura pela vacina nos preocupa ”, frisou Regina. 

Iniciada no dia 23 de março, a campanha nacional de vacinação contra a gripe foi dividida pelo Ministério da Saúde em três etapas. Em Lauro de Freitas, até o momento mais de 40 mil pessoas foram imunizadas. Além das grávidas e crianças, idosos, pessoas com idades entre 55 a 59 anos, deficientes, doentes crônicos, professores, motoristas, profissionais de segurança e salvamento, caminhoneiros e trabalhadores da saúde podem procurar uma USF e se proteger.

 

 

 

Jornalista Giovanna Reyner

Foto Lucas Lins

Ascom/PMLF

28/05/2020

www.laurodefreitas.ba.gov.br

Prefeitura intensifica ações de prevenção a chuvas com limpeza de rios, córregos e canais

Além de todas as ações de prevenção e conscientização em relação à pandemia do coronavírus, a Prefeitura de Lauro de Freitas vem estimulando não só os hábitos de higiene pessoal, mas também intensificando a limpeza de toda a cidade. Nesta quarta-feira, equipes da Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SESP) realizaram a limpeza manual de rios, córregos e canais. A ação foi feita na Lagoa dos Patos e Parque São Paulo (Jardim Califórnia e Guine).

Outras equipes de limpeza urbana e poda de árvores também marcaram presença no Tropical de Baixo, Quinta da Glória, Jardim Metrópole e Vida Nova.  De acordo com a Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SESP), a intensificação é necessária pelo atual cenário de pandemia e também por prevenção às fortes chuvas que atingem o município neste período.

“O nosso trabalho não parou. Nossas equipes estão nas ruas todos os dias. Além das ações de rotina, estamos realizando ações preventivas. Todo o nosso trabalho visa garantir a saúde publica. Estamos atentos também aos períodos chuvosos. Por isso, intensificamos a limpeza de rios e córregos, a fim de evitar transtornos nas áreas mais vulneráveis”, destacou Lindaura Francisco, secretária da SESP.

A titular da pasta acrescenta ainda que nas áreas próximas a hospitais e postos de saúde, equipes estão constantemente realizando higienização das vias através da pulverização com hipoclorito de sódio. “Além de garantir a limpeza do município, o nosso objetivo é colaborar nessa guerra contra o coronavírus”.

Jornalista: Iana Silva

Foto: Edgard Copque

ASCOM Prefeitura de Lauro de Freitas

27/05/2020

71 3288 8371

Semed discute Educação de Jovens e Adultos em tempos de distanciamento físico na live desta quinta-feira, dia 28

Na live desta quinta-feira, dia 28, a Secretaria Municipal de Educação de Lauro de Freitas (Semed) promove um debate sobre práticas pedagógicas na Educação de Jovens e Adultos (EJA) neste período de distanciamento físico, necessário para combater a proliferação do novo coronavírus. Foram convidadas a professora doutora Maria Alba Guedes Mello (Universidade Estadual da Bahia – Uneb), que tratará da EJA no contexto nacional, e a professora da rede municipal Ladjane Alves Sousa, doutoranda em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). A live ocorre das 18 às 19 horas, no Instragram da secretaria (@semedlf).

O evento integra o conjunto de atividades em ambientes digitais desenvolvidas pela Semed neste período de pandemia. Outras iniciativas em andamento são o Festival Digicultural dos Estudantes, o Concurso de Redação e Desenho, a construção de rotinas de atividades para educandas e educandos, por meio de plataformas de mídias, além da distribuição de kits alimentação e suporte a atividades da Saúde.

A professora Maria Mello abrirá o debate com o tema EJA como modalidade educativa na organização da educação nacional. Maria é doutora em Educação e Contemporaneidade pela Uneb e mestre em Ciências Sociais pela UFBA, onde concluiu a licenciatura em História. Atualmente, atua no Conselho Estadual de Educação e acumula experiências com ensino e pesquisa na área de História da Educação, Política Educacional e Educação de Jovens e Adultos, na Uneb.  É membro dos grupos de pesquisa Memória da Educação na Bahia (Promeba), Teoria Social e Projeto Político-Pedagógico e Grupo de Pesquisa em Leitura e Contação de Histórias (GPLCH).

No segundo momento da live, a doutorando Ladjane Souza trará a problemática EJA em tempos de pandemia e isolamento social, o que fazer? Ladjane tem experiência tanto na sala de aula quanto na coordenação pedagógica. Graduada em Pedagogia pela Uneb e mestre em Educação, pela mesma instituição, a pesquisadora desenvolve atualmente estudos na linha de Linguagem, Subjetivações e Práxis Pedagógica do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE-UFBA). Além disso, integra o Grupo de Pesquisa em Educação e Currículo (GPEC), associado ao Projeto Memória da Educação na Bahia da Uneb, e o Grupo de Pesquisa História e Memória da Educação Brasileira (HIMEB). 

Programação da Live 28/05

18 horas – Informes Semed

18h05 – EJA como modalidade educativa na organização da educação nacional – Prof.ª DoutoraMaria Alba Guedes Mello (Uneb)

18h20 – Debate

18h30 – EJA em tempos de pandemia e isolamento social, o que fazer? Prof.ª Mestre Ladjane Alvez Sousa (Rede Municipal de Lauro de Freitas)

18h45 – Debate

18h55 – Encerramento.

Justiça derruba liminar que suspendia artigo do decreto da Prefeitura no combate ao Covid 19

Em decisão divulgada nesta terça-feira (26), o desembargador Lourival Almeida Trindade, presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, suspendeu liminar que derrubava um artigo do decreto 4.623, de 14 de maio. O decreto, editado pela Prefeitura de Lauro de Freitas como uma das estratégias para conter o avanço do coronavirus no município, proibia, no seu artigo 5º, a realização de atividades esportivas como caminhadas, corridas e exercícios nas calçadas, praças, calçadão da orla e área de uso comum dos condomínios e loteamentos residenciais de Lauro de Freitas. Com a decisão, o artigo volta a valer durante todo o dia.

O desembargador destaca na sua decisão que “a proibição de realização de atividades físicas, nos locais prefigurados, no pré-aludido decreto, entremostra-se, em conformidade com as recomendações do Ministério da Saúde (ID 7302739), que, inclusive, sugere a adaptação dos exercícios físicos ao ambiente domiciliar neste período de enfrentamento da pandemia, máxime, levando-se, em linha de conta, que o isolamento social vem sendo, comprovadamente, a medida mais eficaz, na contenção da transmissão do novo coronavírus”.

Para ao município, a decisão é o reconhecimento dos acertos das medidas implementadas para conter a disseminação do virus, com destaque para as que promovem e estimulam o distanciamento social. “Está provado que o isolamento ainda é a mais eficiente forma de controle da doença e de achatamento da curva de contaminação, impedindo o colapso do sistema de saúde. Em outras palavras, é uma medida que salva vidas”, destaca a prefeita Moema Gramacho.

O decreto 4.623, prorrogado até o dia 31, também restringe a circulação de veículos e pedestres no horário das 20h às 05 da manhã em todo o município. Essa foi a segunda liminar contra decretos de combate ao coronavirus cassada pelo TJ Bahia a partir de ação da gestão municipal junto ao Tribunal.